quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Veículos brasileiros terão que usar placa-padrão do Mercosul

Inicialmente, ressalte-se que o “novo” modelo de placa não é assim tão novo, haja vista que outros países integrantes do Mercosul já o adotam há mais de 2 anos.

O novo modelo foi estabelecido principalmente com a finalidade de facilitar a fiscalização pelas autoridades de trânsito, além de trazer recursos que visam a combater fraudes. São exemplos destes mecanismos a existência de chip, QRcode e marcas d'água. Este modelo é adotado por todos os países que compõem o Mercosul: Argentina; Brasil; Paraguai; Uruguai e Venezuela, que adotarão um novo padrão comum, variando algumas características de acordo com o país, mas se mantendo a essência. Argentina e Uruguai já emitem as placas desde 2016 e 2015, respectivamente.

MPF identifica 12 mil empresários recebendo Bolsa Família

Levantamento sobre o programa apontou 13.936 pessoas como suspeitas.
Diagnóstico se refere ao período de janeiro de 2013 a maio de 2016.


Um levantamento sobre o programa Bolsa Família, divulgado na manhã desta sexta-feira (11) pelo Ministério Público Federal (MPF), traz que mais de 12 mil empresários em Alagoasrecebem irregularmente o benefício. O diagnóstico Raio-X do Bolsa Família se refere ao período de janeiro de 2013 a maio de 2016.
Ao todo, o MPF identificou 13.936 pessoas como suspeitas de receberem irregularmente o benefício em Alagoas. Ainda de acordo com o disgnóstico, durante o período avaliado foram pagos pelo programa no estado R$ 2.732.874.407 e, dentro desse valor, R$ 56.762.351 foram repassados a perfis de beneficiários suspeitos.
Além de 12.376 empresários suspeitos foram detectados 1.497 servidores públicos com família de até quatro pessoas, 336 falecidos, 100 doadores de campanha com o valor maior do que o benefício e 19 servidores públicos doadores de campanha.

G1 AL.

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

O presidente Jair Bolsonaro mandou suspender a reforma agraria em todo o país

Governo de Jair Bolsonaro determinou nesta terça-feira a paralisação, por tempo indeterminado, de todos os processos de aquisição, desapropriação ou outra forma de obtenção de terras para o programa nacional de reforma agrária; medida atinge de imediato 250 processos já em andamento no Incra, além de outros 1,7 mil processos de identificação e delimitação de territórios quilombolas; para o MST, paralisação da reforma agrária vai agravar a tensão no campo e gerar prejuízos aos cofres públicos.
A medida atinge de imediato 250 processos já em andamento no Incra, além de outros 1,7 mil processos de identificação e delimitação de territórios quilombolas.

Segue a situação de calamidade e terror no Ceará

A imagem pode conter: fogo e noiteOnda de violência que atinge o Ceará desde a última quarta-feira, 2, já teve ataques pelo menos 33 municípios do Ceará. Entre ações confirmadas pela Secretaria da Segurança pública e Defesa Social (SSPDS) e apuradas pelo O POVO, o número de ocorrências já corresponde a mais de 15% dos municípios do Estado.
Segundo o Ministério da Justiça, já ocorreram mais de 143 ataques no Estado do Ceará.

domingo, 6 de janeiro de 2019

Tragédia no Piauí: Homem mata ex-esposa e recorre ao suicídio

Marcelo Manoel Amorim, mais conhecido como Manga Rosa, matou a ex-mulher Eliane agora no período da tarde de hoje, domingo (06) e depois tirou a própria vida, em Esparantina, no Piauí.

O crime ocorreu no povoado Vila Palmeira por volta das 16h quando Manga Rosa chegou na casa da irmã da ex e foi até ao quintal e sem discutir atirou contra o peito de Eliane. Em seguida, ele usou a mesma arma e cometeu  suicídio.
Eliane estava morando com outro homem tem cinco meses, mas atendeu aos apelos de Manga Rosa e reatou com ele. Porém, nos últimos tempos a espancava demais. Então, ela decidiu se separar no final de dezembro de 2018, mas Marcelo não aceitava o fim do relacionamento.
Hoje, pela manhã, Eliane Colocou no status do WhatsApp  contando os sofrimentos que estava passando e chamou Marcelo de “um lixo que achei no lixão”. Foi o suficiente para ele ir na casa da irmã dela premeditado dos crimes que cometeria. Abaixo a mensagem.

Fonte: Blog do Luiz Cardoso

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Depois da Santa Ceia pastor cometeu o suicídio

A morte do pastor Machado (foto acima publicada pelo JM Noticia) aconteceu em Teresina, Piauí, no dia primeiro de janeiro, por volta das 4h da madrugada. Aos 60 anos, ele comandava a igreja há 30 anos.
Conforme vários evangélicos mais próximos do pastor, ele vinha apresentando um quadro depressivo, doença que vem acometendo vários líderes de igrejas nos últimos anos.
Além do Piaui, em vários outros estados pastores evangélicos cometeram suicídios por causa da depressão que enfrentavam. No Nordeste, o Maranhão é o recordista em caso de suicídios entre ev

Madeireiros invadem Terra Indígena Arara, no sudoeste do PA, diz Funai

Trecho da Rodovia BR-230, no sudoeste do Pará. — Foto: Reprodução / PRF

Moradores da região temem que ocorra conflito, já que há tensões entre os indígenas para realizar um protesto na rodovia Transamazônica.


Uma equipe da Coordenadoria Regional da Fundação do Índio informou nesta quinta-feira (3) que acompanha uma situação de invasão de madeireiros na Terra Índigena (TI) Arara, entre Uruará e Medicilândia, no sudoeste do Pará.
De acordo com a Funai, um grupo de madeireiros invadiu a área desde o último dia 30 de dezembro para extrair madeira ilegalmente e ocupar a terra com demarcação de lotes.
A Funai não confirma a possibilidade de confronto entre indígenas da aldeira Laranjal e os invasores, mas monitora o caso.
Moradores da região temem que ocorra conflito, já que há tensões entre os indígenas para realizar um protesto na rodovia BR-230, a Transamazônica, devido a invasão.
A TI Arara abrange os municípios de Altamira, Brasil Novo, Medicilândia e Uruará. A área compreende 274.010 hectares e abriga 298 indígenas. De acordo com a Funai, o local teve os limites homologados pelo Decreto nº399, de 24 de dezembro de 1991


Em 2017, uma operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Polícia Federal e Funai investigou denúncias de invasão na TI Arara e resultou no embargo de uma serraria e na apreensão de aproximadamente 150 metros cúbicos de madeira nos municípios de Uruará e Medicilândia.
Segundo o Ibama, os fiscais identificaram uma tentativa de ocupação às margens da rodovia Transamazônica, a BR-230, entre os quilômetros 120 e 143. Os suspeitos abandonaram o local antes da chegada dos agentes, mas deixaram para trás diversas estacas fincadas com o propósito de demarcar lotes.
Em 2018, grupo de indígenas da etnia Parakanã chegou a bloquear a rodovia BR-230 cobrando a retirada de invasores de das terras Apyterewa em Altamira. Eles denunciaram que as áreas estariam sendo alvo de crimes ambientais.
Na época, indígenas de dez aldeias procuraram a Justiça Federal em Altamira, sudoeste do Pará, para cobrar a retirada de invasores das terras Apyterêua.

G1 PA.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

DE NOVO ! | Falta de médico no Posto de Saúde do Paruá é denunciado pela população

A imagem pode conter: céu, casa e atividades ao ar livreHoje(3),  mais uma vês a população denuncia nas redes sociais, a falta de médico UBS do povoado Paruá. 
A imagem pode conter: Edenilde Silva, sorrindo, óculos de sol e close-upA professora Edenilde e alguns vereadores, denunciaram mais uma vês o descaso da saúde de Santa Luzia do Paruá. Ela procurou o Posto para atendimentos médicos de seu Filho.
" A precariedade é tão grande que naquele momento não tinha nem se quer, lençol para serem utilizados nas macas. Lá hoje não tinha médico nenhum, somente as enfermeiras, e o diretor afirmou que os médicos não vão trabalhar por falta de pagamento... eles ficam adulando os médicos pra ir trabalhar; e as enfermeiras estão tambem com seus salários atrasados", publicou áudio em rede social a professora Edenilde.